Home » Notícias & Artigos » Artigos » A Radiestesia e a Mesa Radiônica

A Radiestesia e a Mesa Radiônica

mesa_radionica_02

A radiestesia é uma investigação energética. Ela averigua a intensidade das ondas por meio de instrumentos de ressonância. Com a radiestesia, procura-se a fonte da energia ou de onde certas energias provêem. Geralmente radiestesia é usada em medições energéticas em casas e terrenos para detectar energias que possam ser nocivas e assim poder neutralizá-las. Essas energias podem vir de malhas eletromagnéticas e geopatias, que são desequilíbrios do solo. Geralmente medimos essas energias com o pêndulo, varetas e aura meter. Na antiguidade, a radiestesia já era usada por muitos povos. Na China, usavam a radiestesia (com um diapasão) para investigar o subsolo. Procuravam identificar se a energia do subsolo era negativa, que chamavam de “cauda do dragão”. Apenas com uma varinha na forma de forquilha, eles investigavam se poderiam construir uma casa em determinada local. No Egito, a radiestesia era usada com freqüência.

 

Nas escavações feitas nas tumbas do Vale dos Reis foram encontrados muitos instrumentos parecidos com pêndulos. Porém na Europa, somente no final do século XVIII, é que houve um renascimento do uso do pêndulo. Mas só foi no inicio do século XX que a radiestesia foi aprimorada com estudos, trabalhos, testes e observações. Foi nesta época que os congressos e cursos sobre radiestesia afloraram na Alemanha e Inglaterra. Após a segunda guerra, a radiestesia evoluiu ainda mais com a descoberta do uso de medições à distancia ou teleradiestesia, realizada pelo Abade Mermet. Em 1922, o doutor americano, Dr. Albert Abrahams, contribuiu muito para o estudo de radiestesia com a publicação do seu livro, A Ciência da Radiestesia. Ele divulgou no seu livro que o corpo humano é uma verdadeira estação de rádio, enviando mensagens através de ondas de alta freqüência e que o pêndulo era capaz de medir essas ondas ou vibrações emitidas. Na França, Andrés Bovis descobriu que o ser humano era afetado pelas correntes magnéticas da Terra que corriam de uma forma positiva de Norte a Sul e correntes magnéticas negativas que corriam de Leste a Oeste. Porém foi somente em 1933 em Avignon, que se criou a Associação Internacional de Médicos Radiestesias e a Seção Radiestéstica Médica.

PenduloA palavra radiestesia vem do latim e do grego. Em latim, radius significa radiações e aesthesis significa sensibilidade em grego. O sentido então da palavra é “sensibilidade à radiação.” Sendo que tudo irradia no universo, o nosso cérebro e corpo captam ou registram essas vibrações em nosso inconsciente. Quando entramos em sintonia com essas ondas externas, a informação captada pelo nosso inconsciente é emitida como ondas internas para o sistema neuromuscular, que por causa da sua sensibilidade, provoca uma reação em forma de movimentos nos instrumentos radiestésicos, no caso do pêndulo.

A mesa radiônica utiliza gráficos, símbolos e cores para corrigir estados ondulatórios averiguados na radiestesia. Com o uso do pêndulo, é possível medir e corrigir as energias averiguadas. A mesa radiônica quântica que utilizo foi inspirada e criada pelo Professor Manoel Matos. Trata-se de um instrumento de tratamento e diagnóstico que não só usa os princípios da radiestesia e radiônica, mas também da geometria sagrada. A mesa funciona como uma extensão da mente humana. Dr. Richard Gerber no seu livro, Vibrational Medicine explica que a mente do praticante de radiestesia entra em contato com o seu “Eu Superior” e busca uma ressonância com a freqüência energética do “Eu Superior” do seu cliente, podendo colher as informações necessárias para as medições de freqüências energéticas. O trabalho é feito dentro de uma freqüência energética bastante elevada, razão pela qual é capaz de trabalhar no nível espiritual, mental, emocional e físico. O objetivo principal da mesa é ajudar o cliente a acessar cada vez mais a sua própria luz, eliminando assim os obstáculos, padrões de pensamento e emoções para que possa viver mais plenamente. Na mesa conseguimos fazer a transmutação de energias mal qualificadas nas mais diferentes camadas: física, energética, emocional, e mental como também nos corpos espirituais. Através de mantras e afirmações, conseguimos co-criar através do uso da mesa e da força da intenção, energias mais positivas. A finalidade é sempre elevar a nossa vibração e ressonância para que possamos conduzir as nossas vidas com maior consciência, luz e amor.

Bibliografia:
Richard Gerber, M.D. Vibrational Medicine – The #1 Handbook of Subtle-Energy Therapies, Bear & Company, Rochester, Vermont copyright 2001

Prof. Renato Guedes de Siqueira, Cinestia Do Saber- Radiestesia e Radiônica Expressão do Nosso Inconsciente, Editora C. Roka Ltda., copyright 1998



Copyright © 2015

Twin Flames

-

Espaço Holístico para a Jornada da Alma.

Todos os direitos reservados