Home » Notícias & Artigos » Artigos » Transmutando o Medo

Transmutando o Medo

fear_01

Sob diversas perspectivas, estamos vivendo uma época de transformações e desafios. A mídia nos coloca diariamente diante dos grandes desafios planetários que enfrentamos.

De alguns tempos para cá, os problemas gerados atingem escalas globais e acabam afetando o planeta como um todo. Nunca o ser humano precisou lidar tão fortemente com idéias de sobrevivência que vão além da sua própria individualidade ou somente no contorno de sua própria família e conhecidos.

Hoje se fala de sobrevivência em escala de países, regiões, continentes ou mesmo planetária.

Estamos começando a compreender, através de experiências dolorosas, que não vivemos isolados uns dos outros. Por um lado isso é extremamente positivo. A situação do Haiti está sendo um exemplo evidente de como precisamos nos unir como raça de seres verdadeiramente humanos e despertar nosso amor e compaixão pelos nossos semelhantes.

fear_01Durante esses processos de transformações e desafios somos estimulados e passamos a sentir muito medo. A mídia também contribui para espalhar esse tipo de energia e vibração. Nunca se tomou tantos remédios para ansiedade, pânico, depressão e insônia, como nos dia de hoje. Todos são conseqüências desse medo que nos leva para a ilusória necessidade de nos obrigarmos a controlar os eventos externos, fora de nós mesmos, do nosso equilíbrio, do nosso Eu. Sentimo-nos então em desarmonia, desequilibrados, na mesma proporção como trazemos para dentro de nos o desequilíbrio externo. O medo, da maneira como nos posicionamos diante dele, tem uma freqüência vibratória baixa, não acrescenta nada ao nosso equilíbrio, pelo contrário nos mantém sempre em um estado de tensão e alerta. Porem este mesmo medo tem um propósito para os indivíduos, o propósito de trazer um alerta, de nos chamar a atenção para uma consciência de Ser integrado com os outros seres e com o Planeta, também como um ser vivo. Como sabemos cada tipo de energia atrai suas assemelhadas, então, quanto mais medo sentimos, mais o nutrimos no nosso interior. Começamos a notar somente as situações e experiências que contêm aquela freqüência. Temos que aprender e praticar técnicas que transformem esse medo quando ele se apresenta. De tal forma a conseguirmos neutralizar este tipo de energia baixa mantendo-nos conectados a outro tipo de vibração de uma freqüência mais elevada.

Então o que fazer?
Primeiramente temos que identificar e nos tornarmos conscientes desse medo, mas percebermos também que ele não faz parte do nosso ser. Não tem nada de errado em reconhecer esse medo. Isso não nos faz menos espiritual. O importante é tornar-nos conscientes e então partirmos para a ação.

Existem técnicas que auxiliam. Conhecer-se a si próprio através de uma boa terapia, praticar o silêncio, acalmando o plano mental, meditar, participar de grupos espirituais, iniciar-se em técnicas de Reiki, Magnified Healing, Light Healing, yoga, florais e muitas outras terapias holísticas.

É o momento de aprofundar-se no seu Ser, num lugar além do medo. Um lugar aonde se pode encontrar a nossa verdadeira Essência, o nosso Ser Superior, aquilo que é feito da energia do Amor. Sua respiração é uma grande aliada. A palavra Inspira, ou em inglês, inspire vem da raiz trazer a essência do espírito para dentro. É como se ao inspirar conscientemente trazemos para dentro de nós uma energia mais elevada, do Espírito! Comece a prestar mais atenção na sua respiração, e faça o seu ato de respirar um ato consciente no seu dia a dia para te conduzir para dentro de você mesmo, para te unir com seu próprio Ser. Faça essa respiração suave, profunda, e lenta. Comece a respirar quando você está andando, parado no farol, antes de dormir, esperando numa fila. Conscientemente mude o ritmo e a profundidade da sua respiração. Ao fazer essas mudanças sutis, você poderá afetar a sua habilidade de lidar com o stress, medo e outras emoções. Existe um link comprovado entre estados emocionais calmos e a capacidade de respirar profundamente, lentamente, e mais regularmente.

Estamos numa grande jornada de volta a nossa Consciência como indivíduos e como partes vivas do planeta. Ao entrarmos em sintonia com a nossa Verdadeira Essência, nos curamos, curamos o planeta e abrimos para possibilidades inimagináveis.



Copyright © 2015

Twin Flames

-

Espaço Holístico para a Jornada da Alma.

Todos os direitos reservados